Japão e Camboja concordam em ajudar Ucrânia na remoção de minas terrestres

Autoridades do Japão e do Camboja concordaram em continuar a trabalhar juntos para ajudar a Ucrânia a remover minas terrestres e munições não detonadas.

O ministro dos Negócios Estrangeiros do Japão, Hayashi Yoshimasa, e o ministro das Relações Exteriores do Camboja, Prak Sokhonn, encontraram-se em Tóquio na terça-feira.

A reunião aconteceu após a Agência de Cooperação Internacional do Japão, ou Jica, ter realizado treinamentos de remoção de minas terrestres e munições não detonadas no Camboja, na semana passada, para funcionários do Serviço de Emergência do Estado da Ucrânia.

Prak Sokhonn, que também atua como vice-primeiro-ministro, expressou forte apoio à nova estratégia de segurança nacional do Japão.

Os ministros também reafirmaram que os dois países vão realizar cooperações em áreas, tais como de segurança e segurança cibernética.

Em uma coletiva para a imprensa conjunta, Hayashi disse que as duas nações construíram uma forte relação de confiança trabalhando juntas pela paz, reconstrução e desenvolvimento do Camboja.

Ele acrescentou que também deseja cooperar com o Camboja para ajudar outros países no que diz respeito ao tratamento de minas terrestres e munições não detonadas.