Parlamento do Japão abre nesta segunda-feira período legislativo ordinário de 150 dias

O Parlamento do Japão inicia nesta segunda-feira um novo período legislativo ordinário, com duração de 150 dias.

O primeiro-ministro fará discursos sobre políticas do seu governo em sessões plenárias das duas casas.

Kishida Fumio pretende enfatizar que está comprometido com o enfrentamento da taxa de natalidade em queda no país e com o fortalecimento do poder de defesa do Japão por meio da destinação de mais de 330 bilhões de dólares para o orçamento do setor ao longo de cinco anos.

A meta da coalizão governista é aprovar o orçamento do ano fiscal de 2023 antes do início do próximo exercício, em 1º de abril. Estão previstas verbas para a execução de medidas contra a Covid-19 e contra a escalada de preços no país.

Além disso, os partidos da coalizão querem a promulgação de legislação para prolongar efetivamente o período de vida útil de reatores nucleares, dentro do plano do governo de alcançar a neutralidade de carbono até 2050.

Partidos de oposição acusam o governo Kishida de decidir importantes políticas de ação sem a realização de discussões no Parlamento. É provável que parlamentares oposicionistas questionem o plano do governo de elevar alíquotas de impostos para cobrir aumento nos gastos com defesa nacional, assim como a sua política energética, incluindo o uso de usinas nucleares.