Premiê Kishida se encontra com chefe do organismo antinuclear

O premiê japonês Kishida Fumio encontrou-se com o secretário executivo da Organização para o Tratado de Proibição Total de Ensaios Nucleares na quinta-feira. Kishida disse que irá transmitir uma forte mensagem durante o encontro de cúpula do G-7 em Hiroshima, marcado para maio, com um apelo em prol da abolição de armas nucleares.

Kishida conversou com o secretário executivo da Organização, Robert Floyd, em Tóquio. A meta da organização de Floyd é preparar as condições para colocar em vigor o tratado de proibição de armas nucleares.

Kishida disse a Floyd que deixará claro durante o encontro de cúpula em maio que o Japão e seus parceiros do G-7 estão empenhados em tomar medidas realísticas e práticas para concretizar um mundo livre de armamentos nucleares.

O premiê japonês também prometeu um esforço conjunto com a organização para lidar com a questão norte-coreana.

Kishida afirmou que não pode descartar a possibilidade de que a Coreia do Norte comece testes nucleares ou outras ações provocativas, uma vez que ela tem feito testes de lançamentos de mísseis balísticos em um ritmo sem precedentes.

Ele também afirmou que o Japão está disposto a desempenhar um papel nos esforços para fortalecer os sistemas internacionais de monitoramento nuclear, bem como implementar o tratado o mais cedo possível.

Floyd expressou que aprecia as movimentações japonesas. Kishida e Floyd concordaram que os dois lados irão continuar a trabalhar juntos de maneira próxima.