Putin diz que vitória da Rússia na Ucrânia é ‘inevitável’

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, afirmou não ter dúvidas de que a vitória de seu país na Ucrânia é “inevitável”.

A declaração ocorreu em meio às movimentações dos comandantes russos para expandir e reforçar suas forças armadas. Putin visitou a cidade de São Petersburgo, na quarta-feira, em comemoração aos 80 anos da quebra do cerco nazista pelo Exército Vermelho durante a Segunda Guerra Mundial.

Na cidade, o presidente russo se encontrou com trabalhadores de uma fábrica de mísseis, que está, agora, aumentando sua produção. Vladimir Putin declarou que, na obtenção do resultado final, algumas coisas não vão mudar. Ele disse: “Estes são a coragem e o heroísmo de nossos combatentes durante a operação militar especial na linha de frente e, obviamente, o trabalho dos complexos industriais de defesa; de pessoas como vocês.”

Putin resgatou um tema antigo, descrevendo o regime ucraniano como “neonazista”. Ele reiterou sua reivindicação de que as tropas russas estão lutando para “desnazificar” o país.

Por sua vez, o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskyy, fez novamente um apelo repetido em diversas ocasiões. Na quarta-feira, ele realizou uma aparição em vídeo diante de líderes reunidos no Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça. Zelenskyy pediu a eles que fornecessem mais armas.

O presidente ucraniano disse: “Os suprimentos de tanques ocidentais devem superar outra invasão de tanques russos. A restauração da paz e estabilidade na Ucrânia deve superar os ataques da Rússia contra a segurança e paz em outros países.”