Empresas japonesas apostam em tecnologias digitais para cortar desperdício de plástico

Empresas japonesas estão fazendo o uso de visualização digital de informações sobre reciclagem para encorajar as pessoas a reduzir o desperdício de plástico.

A fabricante de têxteis Teijin fez uma parceria com outras entidades para criar um mecanismo para coletar em portos redes de pesca inutilizadas para que sejam recicladas e transformadas em bandejas e outros itens. As bandejas terão um código QR. Ao serem escaneados por smartphones, são mostradas informações referentes ao porto de origem das redes recicladas e a proporção de diferentes materiais que compõe o item em questão.

A empresa química Asahi Kasei se uniu a outras empresas para inventar um sistema que as pessoas podem usar para rastrear o processo de reciclagem após o descarte de garrafas de plástico nas caixas designadas para coleta. Usuários podem acompanhar o processo por meio de um aplicativo em seus smartphones, até que as garrafas tenham sido transformadas em grânulos de plástico.

O governo japonês está determinado a atingir a meta de desperdício zero de plásticos até 2035, por meio de reutilização, reciclagem e outros métodos.