Japão e Coreia do Sul realizam reunião sobre questão de trabalhos realizados no período da guerra

Autoridades de alto escalão das Chancelarias do Japão e da Coreia do Sul concordaram em continuar o diálogo sobre a questão de trabalhos realizados no período da guerra.

Funakoshi Takehiro, que preside o Departamento para Assuntos da Ásia e Oceania do Ministério dos Negócios Estrangeiros do Japão, realizou conversações com a diretora-geral para Assuntos da Ásia e do Pacífico da Coreia do Sul, Seo Min-jung, na segunda-feira em Tóquio. Os dois discutiram uma proposta apresentada pela Coreia do Sul de resolver as preocupações pendentes sobre a questão de trabalhos realizados no período da guerra.

O plano prevê que uma fundação pública da Coreia do Sul realize pagamentos aos autores de uma ação judicial sobre trabalhos realizados no período da guerra em lugar das empresas japonesas que foram ordenadas a pagar indenizações pelo Supremo Tribunal da Coreia do Sul.

O governo japonês afirma que qualquer direito a reivindicações foi resolvido de forma completa e final em 1965, quando o Japão e a Coreia do Sul normalizaram suas relações.

Funakoshi e Seo concordaram em permanecer em contato próximo para resolver a questão pendente e melhorar os laços bilaterais.

Algumas pessoas na Coreia do Sul se opõem à nova proposta, afirmando que é o Japão quem deve pedir desculpas e pagar indenizações.