Rússia intensifica ataques a cidades ucranianas

Forças russas têm aparentemente intensificado ataques contra cidades ucranianas, matando ao menos 12 pessoas, inclusive crianças, em Dnipro, cidade no leste do país.

Segundo um oficial do alto escalão das forças ucranianas, um míssil russo atingiu um edifício residencial de nove andares em Dnipro no sábado, deixando ao menos 12 mortos e mais de 60 feridos.

Ataques russos também teriam ocorrido na capital, Kiev, e na cidade de Lviv, no oeste da Ucrânia.

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskyy, pediu por mais assistência militar de outros países. Em uma mensagem de vídeo divulgada no sábado, ele afirma que a Ucrânia precisa das “armas que estão nos galpões de nossos parceiros” para impedir os ataques russos.

O jornal russo Kommersant, por outro lado, informou na sexta-feira que a eleição presidencial no país vai ser realizada em março de 2024, como prevista. Assessores próximos do atual presidente, Vladimir Putin, teriam começado os preparativos para a reeleição.

Citando uma fonte próxima do governo, o veículo afirma que oficiais do Kremlin tiveram conversas preliminares com especialistas de campanha.

Putin ainda não esclareceu se vai concorrer no próximo pleito. As atenções estão voltadas a uma possível busca do presidente pelo quinto mandato em meio à atual invasão da Ucrânia pela Rússia.