Japão e Canadá concordam em aumentar cooperação em prol de uma região do Indo-Pacífico livre e aberta

O primeiro-ministro do Japão, Kishida Fumio, e o seu homólogo do Canadá, Justin Trudeau, concordaram em impulsionar a cooperação para tornar realidade uma região do Indo-Pacífico livre e aberta.

Eles se encontraram na capital canadense, Ottawa, na quinta-feira. A visita de Kishida ao país foi a quarta etapa de sua viagem por cinco países-membros do Grupo dos Sete (G7) em preparação para o encontro de cúpula do G7, que será realizado em Hiroshima, no mês de maio deste ano.

Kishida disse, no início da reunião, que o Japão, que detém a presidência do G7 este ano, liderará as discussões concernentes a vários desafios globais, tais como a mudança climática e a segurança econômica, em cooperação com o Canadá e outros países.

Os líderes concordaram em unir suas forças para realizar com sucesso a cúpula de Hiroshima em meio à invasão russa na Ucrânia e a outras questões enfrentadas pela comunidade internacional.

Kishida explicou os esforços que o Japão está realizando para reforçar drasticamente suas capacidades de defesa, aos quais Trudeau expressou apoio.

Em novembro, o Canadá revelou uma nova estratégia para o Indo-Pacífico, objetivando deter a China, tendo em vista as crescentes atividades marítimas por parte Pequim na região.