Japão registra superávit recorde na conta corrente em novembro

O Japão registrou seu maior superávit na conta corrente em um mês de novembro. O valor foi impulsionado pelos retornos de investimentos no exterior.

Dados preliminares do Ministério das Finanças divulgados na quinta-feira mostram que o superávit foi de 1,8 trilhão de ienes, ou cerca de 14 bilhões de dólares. A conta corrente é um indicador-chave dos negócios e investimentos do Japão com o resto do mundo.

A balança comercial ficou no vermelho. O déficit foi de aproximadamente 12 bilhões de dólares, sobretudo devido aos custos maiores com importações de recursos energéticos, tais como carvão e petróleo.

A grande diferença veio do superávit no rendimento primário. Ele aumentou em relação ao ano anterior, registrando por volta de 28 bilhões de dólares. O valor mostra juros e dividendos de investimentos em papéis no exterior.

Como resultado, o superávit na conta de rendimento primário compensou o déficit comercial.