Mortes por Covid no Japão ultrapassam 10 mil em pouco mais de um mês

O número de pessoas no Japão que morreram após terem sido infectadas pelo coronavírus ultrapassou 10 mil em pouco mais de um mês em meio à oitava onda da doença que atinge o país.

O número total de mortes desde o início da pandemia em janeiro de 2020 era de 60.411 até terça-feira (10). Isso significa que um sexto das mortes ocorreu entre 1º de dezembro e 10 de janeiro.

O Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar Social diz que o número reportado de pessoas que morreram em janeiro após terem contraído a Covid-19 foi de 3.145, superando claramente o ritmo dos últimos meses.

Pessoas idosas compõem a grande maioria dessas mortes. Dentre as 5.825 pessoas que morreram entre 7 de dezembro de 3 de janeiro com idade e sexo identificados, 17% estava na faixa dos 70 anos, 41% na de 80 anos e 34% na de 90 anos.

O Instituto Nacional de Doenças Infecciosas diz que os dados de 1.168 mortes mostram que 696, ou cerca de 60% delas, tiveram o coronavírus como causa direta. Diz que 34 foram atribuídas a insuficiência cardíaca, 31 a câncer, 29 cada para idade avançada e pneumonia e 28 a pneumonia por aspiração.

Um painel de especialistas do ministério da Saúde avisa que a propagação de infecções da Covid em instituições para idosos pode levar a um aumento ainda maior no número de mortes entre cidadãos idosos.