Japão e França reafirmam cooperação em prol do sucesso da cúpula do G7 em Hiroshima

O primeiro-ministro do Japão, Kishida Fumio, e o presidente da França, Emmanuel Macron, concordaram que seus países vão trabalhar em proximidade visando garantir o sucesso da próxima reunião de cúpula do Grupo dos Sete na cidade de Hiroshima.

Os dois líderes se reuniram no Palácio do Eliseu, em Paris, na segunda-feira. Kishida disse a Macron que deseja que a cúpula, programada para o mês de maio, seja um fórum no qual as nações do G7 possam manifestar sua determinação em defender uma ordem internacional livre e aberta baseada no Estado de direito. Ele declarou ainda que o encontro proporcionará aos países do Grupo dos Sete uma oportunidade de mostrar seu compromisso de fortalecer sanções rígidas contra a Rússia por ter invadido a Ucrânia, além do forte apoio do G7 a Kiev.

Kishida Fumio e Emmanuel Macron confirmaram que seus países promoverão a cooperação em segurança através de exercícios conjuntos e outras medidas. Eles também concordaram em realizar conversações entre seus chanceleres e ministros da Defesa até meados de 2023 visando estreitar a cooperação em segurança.

Os dois dirigentes compartilharam a opinião de que mudar o status quo pela força nos Mares da China Oriental e Meridional não deve ser tolerado. Além disso, eles reafirmaram a importância da paz e estabilidade no Estreito de Taiwan.