Governo do Japão lança novas diretrizes após surto recorde de gripe aviária

O Ministério da Agricultura, Florestas e Pesca do Japão pediu a granjas avícolas que intensifiquem as medidas de proteção contra a gripe aviária. Surtos da doença já fizeram com que mais de 10 milhões de frangos e outras aves tivessem de ser sacrificados, um número recorde para uma só temporada.

Durante uma reunião emergencial realizada na segunda-feira, o ministro Nomura Tetsuro disse que especialistas alertaram para o fato de que a concentração de vírus da gripe aviária no ambiente é extremamente alta. Ele reforçou que os governos central e regionais precisam trabalhar em coordenação para responder ao surto.

Nesta terça-feira, autoridades reportaram que, desde outubro do ano passado, 10,08 milhões de aves foram ou estão para ser abatidas. O recorde anterior era de 9,87 milhões de aves, registrado entre o outono de 2020 e a primavera de 2021.

As autoridades emitiram instruções para que operadores de fazendas aviárias tenham certeza de que suas instalações estão sendo apropriadamente higienizadas. Também pediu que os operadores realizem reparos nas instalações caso necessário para impedir a entrada de aves selvagens, as quais carregam o vírus, nas granjas.