Paquistão pede ajuda de 8 bilhões de dólares para reconstrução do país após enchentes

O primeiro-ministro do Paquistão, Shehbaz Sharif, pede à comunidade internacional o fornecimento de assistência no valor de 8 bilhões de dólares nos próximos três anos para ajudar a financiar os trabalhos de restauração dos danos causados pelas devastadoras enchentes ocorridas no ano passado.

Sharif fez a demanda em uma conferência das Nações Unidas realizada em Genebra na segunda-feira, a pedido do governo paquistanês. Autoridades de cerca de 40 países discutiram os esforços de reconstrução do Paquistão após as enchentes, que ocorreram entre os meses de junho e agosto de 2022. O desastre deixou pelo menos 1.700 pessoas mortas e afetou outros 33 milhões de habitantes.

Sharif pediu uma rápida ação global para ajudar a colocar o Paquistão e sua economia de volta nos trilhos.

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, pediu que a comunidade internacional desse apoio à restauração do Paquistão após as inundações, cujas causas os especialistas atribuem ao aquecimento global. Guterres disse que o Paquistão é responsável por menos de 1% das emissões globais de gases de efeito estufa, e que não contribuiu para a atual crise climática.