Pesquisadora francesa fala sobre parceria entre Japão, França e Reino Unido

Uma pesquisadora de um centro de pesquisa francês disse que, devido a percepções compartilhadas sobre a invasão da Rússia à Ucrânia e sobre a situação de segurança na região do Indo-Pacífico, o Japão se tornou um parceiro valioso para a França e o Reino Unido.

Valerie Niquet, pesquisadora sênior da Fundação para Pesquisa Estratégica, fez a declaração durante uma entrevista concedida à NHK em antecipação à visita oficial do premiê Kishida Fumio aos dois países.

Niquet mencionou que o Japão vem seguindo a resposta do Ocidente com relação à invasão à Ucrânia, impondo sanções à Rússia, aceitando pessoas evacuadas do país e oferecendo enormes quantias de suporte financeiro a Kiev.

Ela disse que tais esforços foram recebidos de forma positiva na Europa, além da Ucrânia.

Niquet afirmou que em particular a França e o Reino Unido também partilham das preocupações japonesas sobre o Indo-Pacífico, onde a China se mostra cada vez mais assertiva.

Ela disse que os dois países veem o Japão como um "parceiro absolutamente essencial para a estabilidade do Indo-Pacífico".

A pesquisadora disse acreditar que os três países venham a trabalhar juntos para lidar com desafios à segurança regional, incluindo pirataria e tráfico.

Niquet mencionou ainda o objetivo de Kishida de promover um mundo livre de armas nucleares durante a cúpula do G7 que será realizada em maio em Hiroshima.

Ela questionou a possibilidade de a França e outros membros concordarem com tal ideia, já que muitos permanecem comprometidos com a dissuasão nuclear em meio às crescentes tensões com a Rússia e a China.