Japão e Equador concordam em cooperar no Conselho de Segurança da ONU

Os chanceleres do Japão e do Equador concordaram em cooperar de maneira próxima para buscar reformas no Conselho de Segurança das Nações Unidas como parte dos esforços de fortalecimento das funções do órgão.

Hayashi Yoshimasa e Juan Carlos Holguín encontraram-se em Quito na sexta-feira. O ministro japonês está de viagem pela América Latina, onde visitará quatro países.

Os dois concordaram também em cooperar em como lidar com a questão ucraniana, assunto que tem gerado divisões no Conselho de Segurança. Tanto o Japão quanto o Equador tornaram-se membros não-permanentes do órgão neste ano.

O ministro equatoriano, por sua vez, pediu assistência japonesa para fortalecer patrulhas marítimas, já que o país enfrenta problemas com pesca ilegal por parte de embarcações chinesas nas proximidades das Ilhas Galápagos. Hayashi prometeu considerar o pedido.

Em uma entrevista coletiva, o chanceler japonês chamou o Equador de “um importante parceiro com o qual o Japão compartilha valores fundamentais”. Afirmou também que seu país vai continuar a cooperar para garantir o desenvolvimento sustentável do Equador.