Japão e EUA entram em acordo para produção de chips avançados em território japonês

O Japão e os Estados Unidos concordaram em impulsionar a colaboração bilateral para permitir que chips avançados sejam produzidos em território japonês o mais breve possível.

O ministro da Indústria do Japão, Nishimura Yasutoshi, e a secretária de Comércio dos Estados Unidos, Gina Raimondo, chegaram ao acordo durante encontro realizado em Washington na quinta-feira (5).

Ambos estavam acompanhados de funcionários de alto escalão da empresa japonesa Rapidus e da gigante de tecnologia americana IBM. As firmas anunciaram uma parceria no mês passado para o desenvolvimento conjunto de chips avançados.

Os funcionários da firma japonesa informaram Nishimura e Raimondo de que vão usar um laboratório de pesquisa da IBM para treinar engenheiros para a Rapidus, e que também irão se unir para expandir sua rede de clientes.

Nishimura expressou a intenção do governo japonês de apoiar a parceria nos negócios, chamando-a de um projeto simbólico entre o Japão e os Estados Unidos.

Mais tarde no mesmo dia, Nishimura deu uma palestra em Washington em que disse: “Fortalecer nossa segurança econômica é uma questão de grande urgência”.

Ele acrescentou: “No que se refere a chips, biotecnologia e outras importantes tecnologias emergentes, o Japão e os Estados Unidos devem unir forças e, juntos, liderar uma inovação global”.