Ucrânia se diz confiante de que receberá ajuda militar necessária para vencer

O chefe do escritório presidencial da Ucrânia expressou confiança de que seu país vai receber mais assistência militar dos Estados Unidos e de outros aliados para dar continuidade a ofensivas contra forças russas.

Andriy Yermak concedeu uma entrevista exclusiva à NHK na capital, Kiev, no sábado, dia 31 de dezembro.

O representante ucraniano disse que o desafio mais importante é a situação em Donbas, especialmente em Bakhmut. Donbas abrange as regiões de Donetsk e Luhansk, no leste do país.

Ele acrescentou que forças ucranianas estão assumindo posições e se movimentando adiante, aos poucos, nos combates por Bakhmut. Ademais, disse que forças ucranianas em Bakhmut precisam replicar o sucesso de seus companheiros nas regiões de Kherson e da Carcóvia, no sul e no leste do país, respectivamente. Segundo ele, a fórmula ucraniana para o sucesso é não parar no inverno nem nos feriados.

Yermak acompanhou o presidente ucraniano Volodymyr Zelenskyy em sua visita aos Estados Unidos no mês passado.

Ele disse que a delegação ucraniana voltou para casa com a confirmação oficial de que Kiev vai receber dos Estados Unidos e de outros aliados tudo o que precisa para vencer. Yermak disse que estadunidenses e outros parceiros têm mais confiança na vitória da Ucrânia.

Na quarta-feira (4), o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, revelou que seu governo está considerando fornecer veículos blindados de combate à Ucrânia.

Quando recebeu Zelenskyy na Casa Branca, em 21 de dezembro, Biden, havia prometido também oferecer mais ajuda militar à Ucrânia, incluindo o sistema de defesa aérea Patriot.