Putin ordena cessar-fogo de 36 horas para celebração do Natal ortodoxo

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, ordenou um cessar-fogo de 36 horas na Ucrânia a partir desta sexta-feira para a celebração do Natal ortodoxo, mas a Ucrânia está rejeitando a trégua, dizendo que se trata de um blefe.

Putin deu a ordem na quinta-feira, após um apelo do chefe da Igreja Ortodoxa Russa.

Ele pediu às forças ucranianas que seguissem a demanda, entretanto, o presidente ucraniano Volodymyr Zelenskyy rejeitou a ideia.

Zelenskyy disse: "Eles querem usar o Natal como um pretexto para impedir o avanço dos nossos rapazes em Donbas, pelo menos por um tempo, e trazer equipamentos, munições e recrutas para mais perto de nossas posições".

Ele acrescentou que a guerra terminará quando os soldados russos partirem ou quando suas forças os expulsarem.

Enquanto isso, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, concordou em fornecer mais dinheiro e ajuda em segurança para a Ucrânia durante uma conversa por telefone com o chanceler alemão na quinta-feira.

A Alemanha diz que enviará veículos blindados e o sistema de defesa aérea Patriot.

Esta é a primeira vez que a Alemanha fornecerá equipamento militar à Ucrânia.