NHK Responde: Novo sistema de alerta de terremoto para o norte e nordeste do Japão (8)

A NHK responde a perguntas relacionadas a mitigação de desastres. O governo japonês iniciou a operação de um novo sistema de alerta de terremotos para tremores subsequentes que possam ocorrer depois de um forte sismo em regiões ao longo da costa do Oceano Pacífico no norte e nordeste do Japão. Hoje, perguntamos a um especialista sobre como devemos receber o alerta.

Professor Katada Toshitaka, da pós-graduação da Universidade de Tóquio, chefiou um painel governamental de especialistas que discutiu sobre o novo sistema de alerta. Katada disse que em primeiro lugar, quer que as pessoas compreendam que basicamente é impossível prever ou antever terremotos. O pesquisador disse que o alerta serve para as pessoas saberem que quando ocorre um abalo próximo de magnitude 7, existe um risco relativamente maior de grandes tremores subsequentes, e possivelmente ondas de tsunami logo depois.

Katada disse que as pessoas podem atenuar ou evitar danos prestando atenção ao alerta e mudando o comportamento que costumam ter.

Especificamente, Katada citou o exemplo do desastre causado pelo terremoto de 2011 seguido de tsunami. Houve um abalo de magnitude 7,3 dois dias antes do terremoto e tsunami do dia 11 de março. O especialista disse que é possível reduzir riscos causados por um grande tremor deixando uma mochila com artigos de emergência e os sapatos do lado do travesseiro quando for dormir, verificar rotas de evacuação, e estar preparado para passar dias nos locais de abrigo. Acrescentou que o alerta deve ajudar a aumentar o nível de segurança de cada região se todas as pessoas fizerem bom uso das informações e tomarem a iniciativa de salvar suas próprias vidas assim as de suas famílias.

Esta informação é do dia 4 de janeiro. Ela está disponível também no site do serviço em português da NHK WORLD-JAPAN na internet e na página oficial da NHK no Facebook.