Primeiro-ministro japonês se encontrará com presidente norte-americano semana que vem

Primeiro-ministro japonês Kishida Fumio deve se encontrar com o presidente norte-americano Joe Biden na Casa Branca no dia 13 de janeiro.

A secretária de Imprensa da Casa Branca, Karine Jean-Pierre, anunciou o encontro na terça-feira (3) em uma declaração que diz que os líderes irão procurar “aprofundar ainda mais os laços entre os nossos governos, economias e nossos povos”.

A declaração acrescentou que Kishida e Biden também irão trabalhar para ampliar a cooperação em assuntos chave inclusive através do Diálogo de Segurança Quadrilateral, Quad na sigla em inglês, que inclui a Índia e Austrália, e promover um Indo-Pacífico livre e aberto.

Além disso, os dois líderes irão discutir sobre uma gama de assuntos regionais e globais, inclusive os programas nuclear e de mísseis balísticos da Coreia do Norte, a invasão russa da Ucrânia, assim como a manutenção da paz e estabilidade no Estreito de Taiwan.

A declaração prossegue dizendo que Biden irá reafirmar seu “apoio total” à estratégia de segurança nacional recentemente divulgada pelo Japão. O governo japonês aprovou, mês passado, documentos chave de defesa como parte de seu esforço em reformar a estratégia de defesa do país. Uma das novas políticas dará ao Japão a capacidade de lançar contra-ataques em circunstâncias específicas.

Biden também expressará seu apoio à presidência do Japão no G7 este ano, e seu mandato como membro não-permanente do Conselho de Segurança das Nações Unidas por dois anos, a partir de 2023.

Os dois líderes se encontraram pessoalmente pela última vez em novembro último na capital cambojana Phnom Penh, onde participaram das reuniões da Associação de Nações do Sudeste Asiático. Será a primeira visita de Kishida a Washington como primeiro-ministro.