Chanceler do Japão parte para visita oficial a Brasil, Argentina, México, Equador e EUA

O ministro dos Negócios Estrangeiros Hayashi Yoshimasa irá deixar o Japão nesta quarta-feira para uma viagem oficial por quatro nações da América Latina e os Estados Unidos.

Durante sua viagem, que irá durar até meados de janeiro, Hayashi irá realizar conversações com os chanceleres do México, Equador, Brasil e Argentina.

Ele deve pedir aos ministros por sua cooperação para lidar com a intensa escalada dos preços de alimentos e energia devido à invasão da Rússia à Ucrânia, como também para garantir um fornecimento estável de recursos minerais.

Hayashi planeja ainda realizar uma sessão pública de debate a nível ministerial sobre o estado de direito na sede das Nações Unidas em Nova York. O Japão está encarregado da presidência mensal rotativa do Conselho de Segurança da ONU no mês de janeiro como parte de sua posição como membro não permanente do conselho, a qual foi renovada para 2023 e tem duração de dois anos.

No debate, Hayashi planeja reforçar a importância de fortalecer a ordem internacional, principalmente considerando a invasão russa e o aumento das atividades marítimas da China.

Autoridades japonesas também estão trabalhando para organizar uma reunião entre os ministros da defesa e das relações exteriores do Japão e dos Estados Unidos durante a visita de Hayashi.

No mês passado, o governo do Japão aprovou importantes documentos para reformular a estratégia de defesa do país. Uma de suas novas políticas dará ao país a capacidade de lançar mísseis em caso de contra-ataque sob circunstâncias pré-determinadas.