NHK Responde: Novo sistema de alerta de terremoto para o norte e nordeste do Japão (7)

A NHK responde a perguntas relacionadas a mitigação de desastres. O governo japonês iniciou a operação de um novo sistema de alerta de terremotos para tremores subsequentes que possam ocorrer depois de um forte sismo em regiões ao longo da Costa do Oceano Pacífico no norte e no nordeste do Japão. Hoje vamos analisar qual é a possibilidade de um grande terremoto ocorrer logo após um tremor, com base em registros passados de abalos sucessivos.

Segundo estatísticas de várias parte do mundo, há um risco de 1 em 100 de que um terremoto com magnitude em torno de 8 possa se seguir a um terremoto de magnitude por volta de 7. O risco é menor com um terremoto por volta de magnitude 9. Isto significa que, mesmo se um alerta for emitido, há apenas uma possibilidade de 1% de um terremoto subsequente de grandes proporções atingir a região.

Por outro lado, o governo do Japão diz que, com base em registros de terremotos no passado, o alerta será provavelmente emitido a cada dois anos. Segundo o governo, a emissão do alerta não significa necessariamente que um outro terremoto de grandes proporções vá atingir a região. Um painel de especialistas do governo disse ainda que há uma boa chance de que nada aconteça, mesmo se um alerta for emitido.

Especialistas advertem também sobre a possibilidade de um grande terremoto e tsunami atingirem uma região repentinamente, ou que um grande sismo aconteça mais de uma semana depois do primeiro tremor. Eles dizem ser necessário estar preparado todos os dias.

Esta informação é do dia 3 de janeiro. Ela está disponível também no site do serviço em português da NHK WORLD-JAPAN na internet e na página oficial da NHK no Facebook.