Governo americano planeja medidas mais rigorosas de combate ao coronavírus em bases militares no Japão

O Departamento da Defesa dos Estados Unidos declarou que tomará mais medidas caso necessário para conter a disseminação do coronavírus em suas instalações militares no Japão.

O secretário de Imprensa do Pentágono, John Kirby, teceu este comentário em conversa com repórteres na sexta-feira. Os governos de Japão e Estados Unidos concordaram anteriormente esta semana em implementar medidas mais rigorosas contra infecções, em meio a críticas sobre uma escalada de casos em comunidades locais ter sido causada por infecções em instalações militares americanas nestas áreas. As medidas incluem a restrição sobre saídas não essenciais de pessoal das bases militares americanas no Japão por 14 dias, iniciada na segunda-feira passada.

Kirby disse, “Nós estamos obviamente considerando seriamente não apenas o compromisso com nosso pessoal e sua saúde e prontidão, mas também certamente com a população japonesa em comunidades nos arredores de nossas bases no Japão”.

Kirby afirmou que autoridades americanas estão em constante comunicação com as respectivas autoridades japonesas, e que vão continuar monitorando a disseminação da variante ômicron. Ele disse que, se as circunstâncias piorarem e mudanças forem necessárias, o governo americano será completamente transparente sobre a situação com seus aliados japoneses.