Morre Magawa, rato detector de minas terrestres, no Camboja

Morreu Magawa, o famoso rato detector de minas terrestres, no Camboja. O pequeno herói trabalhou em campos de minas onde usou seu olfato agudo para detectar mais de 100 minas terrestres e outros explosivos durante seus cinco anos de carreira.

Magawa era um rato gigante africano da Tanzânia. Ele foi enviado ao Camboja por um grupo internacional sem fins lucrativos que treina ratos e cães para farejar minas terrestres.

O solo do Camboja tem a maior quantidade de minas terrestres do mundo. As pessoas vivem com receio de perder um membro ou mesmo a vida pisando nesses explosivos remanescentes de conflitos passados.

O grupo disse que a contribuição de Magawa permitiu que as pessoas vivessem, trabalhassem e se divertissem com mais segurança. Ele recebeu um prestigioso prêmio concedido para animais antes de deixar a função em 2021.

Magawa morreu aos oito anos de idade, porém seu legado está sendo continuado por cerca de 20 sucessores, que já estão trabalhando arduamente nos campos minados.