Corte na Austrália concede permissão de entrada no país para Djokovic

Uma corte australiana decidiu que o número 1 do tênis Novak Djokovic deve ter permissão para entrar no país.

A decisão de segunda-feira deve provavelmente abrir caminho para que Djokovic jogue no Aberto da Austrália, que terá início em 17 de janeiro.

O tenista entrou como uma ação na Justiça após ter tido entrada negada ao chegar no Aeroporto de Melbourne, na quarta-feira. Ele ficou em um hotel da cidade, em detenção sob tutela da Imigração do país.

Todos os jogadores do campeonato deste ano devem estar totalmente vacinados ou ter um relatório médico de isenção emitido por autoridades estatais ou outras agências na Austrália.

A defesa de Djokovic afirma que ele contraiu o coronavírus no mês passado, e que organizadores do campeonato o haviam notificado de que receberia uma isenção.

No entanto, o governo australiano recusou o argumento de Djokovic pela isenção baseada simplesmente em ter tido a infecção recentemente.