Governo do Sri Lanka pede à China que reestruture dívidas do país

O presidente do Sri Lanka solicitou à China que reestruture os pagamentos das dívidas do seu país, que já totalizam bilhões de dólares.

Gotabaya Rajapaksa fez a solicitação durante um encontro no domingo com o chanceler chinês, Wang Yi, que está visitando o país.
Segundo o governo do Sri Lanka, Wang teria dito que a China sempre apoiará o Sri Lanka como um amigo próximo.

Segundo relatos, Rajapaksa expressou gratidão à China pelo fornecimento de vacinas de coronavírus e assistência financeira.

O presidente do Sri Lanka pediu a Pequim que considere a possibilidade de reestruturar os pagamentos das dívidas, incluindo extensões de prazos, para ajudar o seu país a superar sua crise financeira que surgiu em meio à pandemia da Covid-19.

O Sri Lanka faz parte da iniciativa chinesa de formar uma infraestrutura denominada Cinturão e Rota, e os empréstimos chineses para o país, que fica na região meridional da Ásia, totalizam agora no mínimo 3,38 bilhões de dólares.

O porto sulino de Hambantota está emprestado para a China por um período de 99 anos, tendo como motivo o fato de que o Sri Lanka não conseguiu cumprir seus pagamentos de dívidas.

A crescente influência de Pequim, tendo como base o aumento dos empréstimos, vem sendo descrita pelos críticos como sendo uma “armadilha das dívidas”.