Tesla faz recall de mais de 470.000 carros elétricos por questão de segurança

A montadora americana de carros elétricos, Tesla, está fazendo recall de mais de 470.000 veículos após virem à tona problemas que poderiam afetar a segurança. Este é o maior caso de recall registrado até agora pela empresa, cujo número corresponde ao de veículos vendidos pela montadora no mundo todo em 2020.

Tesla apresentou o recall à Administração Nacional de Segurança do Tráfego em Vias Expressas, um órgão regulador de segurança rodoviária dos Estados Unidos.

O recall abrange os sedãs Modelo S fabricados entre setembro de 2014 e dezembro de 2020 e os carros compactos Modelo 3 produzidos entre julho de 2017 e setembro de 2020.

O órgão regulador diz que um componente frouxo no Modelo S pode fazer com que o capô dianteiro se abra repentinamente e obstrua a visão do motorista.

Também observa que o uso repetido do porta-malas no Modelo 3 pode danificar um cabo que transmite imagens de uma câmera retrovisora do carro para a tela do motorista.

Não houve relatos de acidentes resultantes dessas falhas. A Tesla não fez comentários sobre o recall.

A autoridade de segurança também está investigando relatos de uma série de acidentes causados por mau funcionamento no sistema de assistência aos motoristas de veículos da Tesla. A tecnologia ajusta a velocidade e a manobra de acordo com as condições do trânsito.