Mensagens no Twitter sobre festas de fim de ano são o triplo das registradas em 2020 no Japão

Uma análise de tuítes sugere que a quantidade de festas de fim de ano no Japão vem aumentando com rapidez nesta segunda metade do mês.

As festas de despedida do ano — “bonenkai”, em japonês — são comuns em dezembro, mas muitas pessoas no país deixaram de realizá-las em 2020 por evitar contágio com o coronavírus.

Pesquisadores do Instituto de Ciência Industrial da Universidade de Tóquio chefiados, entre outros, pelo professor Toyoda Masashi analisaram postagens em japonês no Twitter fornecidas pela empresa de informática NTT Data.

A equipe pesquisou palavras que sugerissem a realização de festas com comes e bebes. Concluiu que a quantidade de tuítes com este teor vinha aumentando gradualmente com a aproximação do último trimestre do ano. Notou que o número teve uma queda abrupta no meio de dezembro logo após a detecção dos primeiros casos da variante ômicron no Japão. No entanto, o número de tuítes com aparente referência a festas de fim de ano tem tido uma alta acentuada desde então.

Até terça-feira, os pesquisadores haviam encontrado 3.400 mensagens relacionadas a festas de fim de ano — quantidade 2,9 vezes maior que a do mesmo período de 2020.

Segundo o professor que chefia o estudo, os resultados sugerem um aumento nos contatos presenciais entre as pessoas. Toyoda Masashi alerta para a possibilidade de haver um crescimento exponencial do contágio se pessoas infectadas pela variante ômicron participarem das festas.