Enviada da ONU a Mianmar deve visitar Tailândia para discutir solução para crise

As Nações Unidas afirmam que a enviada especial do secretário-geral para Mianmar irá viajar pelo sudeste asiático esta semana, como parte de esforços em buscar uma solução para as circunstâncias que afligem o país em meio ao golpe militar.

Um porta-voz da ONU disse, na quinta-feira, que Christine Schraner Burgener vai viajar para a Tailândia para se encontrar com autoridades governamentais, e está em consulta para visitas a outros países da região, incluindo integrantes da Associação de Nações do Sudeste Asiático (Asean).

O porta-voz afirma que Schraner Burgener ressaltou repetidas vezes que “uma resposta internacional robusta para a atual crise em Mianmar exige um esforço regional unificado, com envolvimento de nações vizinhas que têm o poder de influenciar a estabilidade do país.”

O porta-voz disse que a enviada especial da ONU vai continuar a realizar esforços para visitar Mianmar e espera que os militares permitam seu acesso ao país.

Um correspondente da NHK em Nova York afirma que não está claro se as nações da Asean vão responder aos pedidos da ONU, já que a associação mantém o princípio de que seus membros não devem interferir em questões internas dos demais.