Navio de guerra americano passa pelo Estreito de Taiwan

A Marinha dos Estados Unidos informou que um dos seus contratorpedeiros transitou em operação “de rotina” no Estreito de Taiwan.

A Sétima Frota explicou, em nota, que a passagem quarta-feira do USS John McCain na área “demonstra o compromisso americano com uma região do Índico e do Pacífico livre e aberta”.

Anteriormente a Marinha dos Estados Unidos havia anunciado que a formação de combate com o porta-aviões Theodore Roosevelt ingressou domingo no Mar da China Meridional.

Em relação aos exercícios, o assessor de imprensa do Departamento da Defesa dos Estados Unidos declarou quarta-feira: “Não realizamos as operações de livre navegação em diferentes partes do mundo por despacho militar ou reação a eventos ou atos específicos de qualquer outro país.” John Kirby acrescentou: “A existência de mares livres não se limita aos peixes ou icebergs.”

Um porta-voz militar chinês do Comando do Teatro do Leste, divulgou nota no mesmo dia, dizendo que a China opõe-se firmemente ao trânsito do navio de guerra americano pelo Estreito de Taiwan. Argumentou que a ação envia um “sinal equivocado” a forças em Taiwan interessadas em independência.

Nos últimos dias tem havido uma crescente atividade militar da China na região de Taiwan. As Forças Armadas dos Estados Unidos intensificam a sua vigilância contra este tipo de atividade.