Para o presidente da Associação Médica, Japão vive a maior crise desde o surto inicial

O presidente da Associação Médica do Japão chamou a situação atual de propagação da Covid-19 no país de maior crise desde o surto inicial.

Em entrevista coletiva na quarta-feira, Nakagawa Toshio afirmou que a população, mesmo vindo a se habituar ao convívio com o vírus, está chegando ao limite da paciência por se abster de sair de casa ou de operar negócios. Ressaltou que variantes altamente contagiosas vêm se tornando agora a principal fonte de infecções.

Ele prevê que o número de novas infecções venha em breve a aumentar acentuadamente em Tóquio e arredores. Nakagawa considera necessário ampliar as áreas que são alvo de medidas anti-infecciosas intensivas. Atualmente as províncias de Osaka, Hyogo e Miyagi são designadas para a adoção de medidas do gênero.

O presidente da Associação Médica do Japão adverte que a situação é gravíssima, quase a ponto de ser necessário declarar novamente Estado de Emergência.