Menos pessoas são vistas nas ruas em 3 províncias japonesas após medidas mais restritivas

Dados de telefones celulares mostram que menos pessoas foram vistas na segunda-feira à noite em áreas centrais populares em três províncias japonesas, onde medidas mais restritivas foram implementadas visando conter a disseminação do coronavírus.

Medidas, como, por exemplo, a diminuição do horário de funcionamento em estabelecimentos comerciais, passaram a vigorar na segunda-feira nas províncias de Osaka e Hyogo, no oeste, e de Miyagi, no nordeste do país.

A NHK analisou megadados sobre a circulação de pessoas entre as 21h e 22h coletados pela operadora de telefonia móvel NTT Docomo. O número de pessoas em torno de Sannomiya, na cidade de Kobe, província de Hyogo, foi 22% menor em relação ao mesmo dia da semana anterior. Foi também 18% inferior em relação à média para segundas-feiras em março.

Já o número de pessoas nas proximidades de Shinsaibashi, na cidade de Osaka, caiu 17% em relação à semana anterior, e 14% em relação ao mês passado.

O número de pessoas nas cercanias de Kokubuncho, em Sendai, cidade da província de Miyagi, recuou 7% em relação à semana anterior, e 14% em relação ao mês passado.

Enquanto isso, o número de pessoas em Kabukicho, no distrito de Shinjuku, em Tóquio, diminuiu 6% em relação à semana anterior, mas subiu 9% em relação ao mês passado.