Suspeito de causar acidente de trem em Taiwan tem prisão preventiva decretada

O motorista de caminhão suspeito de ter sido o responsável por um dos descarrilamentos de trem que mais matou na história de Taiwan ficará sob custódia pelos próximos dois meses.

Um tribunal concedeu a prisão preventiva no domingo à noite, a pedido dos promotores. A corte declarou haver a possibilidade de que o motorista, suspeito de ter causado as mortes por negligência, destruísse as evidências.

Antes de comparecer ao tribunal, o homem leu uma declaração a repórteres.

Lee Yi-hsiang disse: “Eu lamento enormemente que eu tenha afetado pessoas ao causar mortes e ferimentos. Eu gostaria de oferecer as minhas mais sinceras desculpas”. Lee adicionou que irá cooperar com a investigação e assumir as suas responsabilidades.

O acidente ocorreu numa sexta-feira, início de um final de semana prolongado, deixando pelo menos 50 pessoas mortas e mais de 200 feridas.

O Conselho de Segurança dos Transportes de Taiwan vem analisando as imagens de vídeo capturadas por uma câmera do trem.

De acordo com a mídia local, até o momento a comissão determinou que o caminhão havia deslizado em uma encosta e caído no meio dos trilhos momentos antes de o trem passar e colidir com o veículo.

Os investigadores suspeitam que o freio de mão do caminhão possa ter quebrado ou não ter sido acionado corretamente. O motorista do caminhão estava fora do veículo participando nos trabalhos de construção para melhorar a segurança da encosta.