Japão irá pedir diálogo entre partes envolvidas para resolver impasse em Mianmar

O ministro dos Negócios Estrangeiros do Japão, Motegi Toshimitsu, disse que o país irá pedir às forças de Mianmar e aos oponentes do golpe que se engajem em diálogo para resolver o atual impasse.

Na sexta-feira, Motegi disse ao Comitê da Câmara Baixa sobre Negócios Estrangeiros que o Japão usaria sanções caso levassem a uma resolução imediata, mas que as coisas não eram tão fáceis.

Ele acrescentou que não acredita que seja produtivo adotar sanções só porque outros países recorreram a tais medidas.

Motegi afirmou que blocos oposicionistas em Mianmar precisam se engajar no diálogo e procurar um caminho para a resolução do impasse, tendo o apoio da comunidade internacional a tais esforços.

Ele deu indicações de que o Japão irá trabalhar para realizar o diálogo entre os militares, o partido liderado por Aung San Suu Kyi, que está detida, e grupos militantes de várias minorias étnicas de Mianmar.