Banco do Japão diz que sentimento empresarial entre grandes fabricantes apresentou recuperação

Um levantamento atentamente observado no Japão mostra que o sentimento empresarial entre grandes fabricantes voltou aos níveis anteriores à pandemia de coronavírus. No entanto, o ambiente de negócios deve levar mais tempo para se recuperar em alguns outros setores, incluindo hotéis e restaurantes.

O Banco do Japão compila o Tankan a cada três meses, abrangendo cerca de 9,5 mil empresas. Ele mostra a diferença entre a percentagem de firmas que dizem que os negócios vão bem e aquelas que dizem o contrário.

O mais recente relatório foi divulgado na quinta-feira. Ele mostra que a confiança entre grandes fabricantes subiu 15 pontos e chegou até 5. A melhora em relação ao documento anterior divulgado em dezembro deve-se ao crescimento das exportações.

Trata-se do terceiro aumento trimestral consecutivo. O indicador também está no mesmo patamar de setembro de 2019, antes do início da crise do coronavírus.

Contudo, os resultados do Tankan apresentam um quadro diferente para muitas empresas do setor não manufatureiro. No geral, o setor estava no caminho da recuperação, embora ainda no negativo, em -1.

A confiança entre gerentes de hotéis e restaurantes caiu acentuadamente. Eles foram afetados por restrições durante a pandemia, como, por exemplo, a diminuição do horário de funcionamento em bares e restaurantes.