China aprova sistema para examinar candidatos em Hong Kong

A China aprovou um sistema para eleger candidatos em Hong Kong selecionados por autoridades de segurança pública de forma a garantir sua lealdade a Pequim.

A agência de notícias estatal Xinhua reportou, na terça-feira, que o Comitê Permanente do Congresso Nacional do Povo havia aprovado com unanimidade as emendas da Lei Básica de Hong Kong.

As emendas exortam que os candidatos ao cargo de chefe do executivo e do Conselho Legislativo de Hong Kong sejam pré-selecionados por uma sucursal da polícia estabelecida sob a lei de segurança nacional para Hong Kong que entrou em vigor no ano passado.

A polícia deverá informar os resultados para um comitê de examinação que decidirá se os candidatos poderão concorrer, e a decisão do comitê não poderá ser questionada.

As emendas também demandam que o número de cadeiras no Conselho Legislativo seja aumentado do total atual de 70 para 90, contudo o número de legisladores eleitos diretamente será reduzido do total atual de 35 para 20.

O governo de Hong Kong planeja começar a trabalhar na legislação relacionada à decisão do Comitê Permanente.

A mídia com conexão ao Partido Comunista da China diz que o novo sistema deverá ser reformulado até o mês de maio.