Bloqueio do Canal de Suez por cargueiro gigante japonês será investigado em breve

Uma investigação deve começar, em breve, sobre o bloqueio até a tarde de segunda-feira do Canal de Suez, no Egito, por um navio cargueiro gigante.

O tráfego no canal foi retomado pela primeira vez em seis dias após a embarcação de propriedade japonesa Ever Given ter sido desencalhada. Ela é operada por uma empresa taiuanesa.

O site de localização de navios Vessel Finder mostra que embarcações paradas no canal ou em seu entorno passaram a se mover. No entanto, a Autoridade do Canal de Suez declarou que vai levar vários dias até que a normalidade seja restabelecida.

O Ever Given foi movido até um lago próximo para ser inspecionado e para determinar se é capaz de retomar a navegação.

O presidente da Autoridade do Canal de Suez, Osama Rabie, deu a entender que uma investigação está para começar. Ele declarou a repórteres que a investigação vai determinar os responsáveis pelo acidente e quem pagará indenização.

O bloqueio de seis dias em uma das rotas comerciais mais movimentadas do mundo influenciou nas logísticas globais e provocou enormes perdas ao governo egípcio, que depende fortemente das receitas oriundas dos pedágios do canal.