Japão transmite à China preocupações sobre lei da guarda costeira

Autoridades de defesa do Japão transmitiram às suas contrapartes na China sua grande preocupação com relação à nova lei chinesa que permite que sua guarda costeira utilize armas de fogo.

Representantes do Ministério da Defesa do Japão discutiram a situação no Mar da China Oriental durante uma teleconferência com as autoridades de defesa chinesas, realizada na segunda-feira. O lado japonês alertou com veemência contra qualquer tentativa de alterar o status quo unilateralmente através do uso da força.

Também manifestaram grande preocupação com relação à nova lei sobre a guarda costeira chinesa. Afirmaram ser completamente inaceitáveis quaisquer tentativas de prejudicar os interesses legítimos do Japão e de outras nações, assim como acirrar as tensões nos mares da China Oriental e Meridional.

Ao mesmo tempo, tanto as autoridades japonesas quanto as chinesas expressaram sua opinião sobre a importância da continuidade do diálogo.