Governo americano suspende acordo comercial e de investimentos com Mianmar

O governo dos Estados Unidos está suspendendo todos os seus compromissos firmados em 2013 com Mianmar em um acordo comercial e de investimentos, como parte dos esforços para intensificar a pressão sobre as forças armadas daquele país.

O Escritório da Representação Comercial dos Estados Unidos fez esse anúncio na segunda-feira levando em conta a repressão militar em vigor sobre os cidadãos em Mianmar.

Katherine Tai, representante do Comércio do governo americano, disse, em uma declaração, que os Estados Unidos condenam veementemente “a violência brutal contra os cidadãos” praticada pelas forças de segurança de Mianmar. Ela acrescentou que a violência é um assalto direto à transição do país para a democracia e aos esforços para concretizar um futuro pacífico e próspero.

O escritório disse que a suspensão permanecerá em vigor até o retorno de um governo eleito democraticamente.

O Acordo da Estrutura Comercial e de Investimentos firmado em 2013 tinha como objetivo dar suporte às reformas econômicas em Mianmar, tendo criado uma plataforma para o diálogo e cooperação em questões comerciais e de investimento.