Biden diz estar determinado a comprovar que democracia funciona

O presidente americano comparou as relações entre os Estados Unidos e a China a uma batalha entre democracia e autocracia e afirmou que cabe ao seu país comprovar que a democracia funciona.

Joe Biden fez a declaração quinta-feira na sua primeira entrevista coletiva oficial desde a posse.

Em comentário sobre a China, disse que o governo americano não está em busca de confronto, mas que haverá “competição forte, muito forte”. Ele instou Pequim a atuar em conformidade com regras internacionais, de concorrência leal, práticas honestas e justo comércio.

Para Biden, o presidente da China, Xi Jinping, pensa que autocracia é a onda do futuro e que a democracia não pode funcionar em um mundo cada vez mais complexo.

O presidente acrescentou: “É uma batalha entre a utilidade de democracias no século 21 e autocracias.” Apontou três coisas que Washington precisa fazer para lidar com Pequim de forma eficaz: investir nos trabalhadores americanos e na ciência dos Estados Unidos, restabelecer alianças com democracias e ater-se à noção de liberdade e direitos humanos.

Biden definiu a meta derradeira da China como sendo a de se tornar “o maior líder mundial, o país mais rico, o mais poderoso do mundo”. Isto, concluiu, “não vai acontecer sob a minha guarda”.