Uigures na Turquia protestam contra visita de chanceler chinês

Na quinta-feira, uigures que vivem na Turquia fizeram protestos condenando a visita do chanceler chinês Wang Yi a Ancara em meio aos alegados abusos contra os direitos humanos na Região Autônoma de Xinjiang Uygur.

Wang Yi se encontrou com o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, e o ministro do Exterior Mevlut Cavusoglu.

Os Estados Unidos, a União Europeia e outros países impuseram sanções a autoridades chinesas nesta semana no que diz respeito ao seu envolvimento em abusos contra os direitos humanos em Xinjiang.

Durante sua viagem por seis países do Oriente Médio, aparentemente, Wang visa explicar a posição da China de que as sanções são baseadas em mentiras. Ele vsitou a Arábia Saudita antes de chegar na Turquia.

Dezenas de milhares de uigures fugiram de Xinjiang e, atualmente, vivem na Turquia. Os manifestantes clamaram “Parem com o genocídio de uigures”, e pediram que a China libertasse seus parentes.

Após o encontro com Wang, Cavusoglu disse ter lhe “expressado que a questão dos uigures é delicada para a Turquia”.