Países-membros da UE apoiam introdução de tarifa sobre carbono

Nove países-membros da União Europeia expressaram apoio a um mecanismo visando impor tarifas sobre importações de nações que não fazem o suficiente para reduzir emissões de carbono.

A medida ocorre em meio à ameaça de enfraquecimento da competitividade industrial da UE devido ao seu compromisso de reduzir suas pegadas de carbono.

Na terça-feira, ministros das Relações Exteriores e das Finanças dos nove países apoiaram o planejado Mecanismo de Ajuste de Carbono na Fronteira, proposto pelo bloco europeu, por meio de um artigo publicado em um site da imprensa.

Também no mesmo dia, o governo da França realizou um simpósio no qual seu ministro das Finanças, Bruno LeMaire, rebateu críticas de que o mecanismo pode ocasionar o chamado vazamento de carbono.

LeMaire disse: “Os compromissos adotados por nós não devem levar à realocação da produção e se verter no aumento de emissões de gases causadores do efeito estufa em outros lugares.”

A União Europeia elevou sua meta de reduzir emissões de gases do efeito estufa em pelo menos 55% até 2030 em comparação aos níveis de 1990.