EUA minimizam supostos disparos de mísseis pela Coreia do Norte

A Coreia do Norte supostamente disparou dois mísseis no último domingo. O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, deu a entender que não considera os lançamentos como novas provocações.

Segundo uma fonte das Forças Armadas da Coreia do Sul, o lado norte-coreano aparentemente disparou dois mísseis de cruzeiro, no início do domingo, a partir de um local nas proximidades de Onchon, província de Pyongan do Sul, no oeste do país.

A imprensa dos Estados Unidos mencionou declarações de funcionários governamentais americanos segundo as quais a Coreia do Norte lançou mísseis de curta distância.

Biden minimizou a ação de Pyongyang, dizendo que “não houve muita mudança”. A repórteres que perguntaram se o ato representava uma provocação, o presidente americano respondeu: “Não, segundo o Departamento de Defesa, é o mesmo negócio de sempre”. “Não há novidade no que eles fizeram”, completou Joe Biden.

Por meio de uma entrevista coletiva por telefone, altos funcionários do governo Biden declararam à imprensa que os disparos não eram cobertos pelas resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas que restringem o programa de mísseis balísticos. Eles enquadraram a ação na categoria de atividades normais.