Aeroporto de Narita passa a requerer aplicativo de rastreamento de localização para desembarques internacionais

A partir de agora, pessoas que chegarem do exterior ao Japão pelo Aeroporto de Narita, nas proximidades de Tóquio, passarão a ser checadas para verificar sem têm instalados em seus smartphones aplicativos de rastreamento de localização. A medida tem como objetivo lidar com a entrada no país de diferentes variantes do coronavírus.

Todas as pessoas entrando no país vindas do exterior, incluindo cidadãos japoneses, precisam realizar uma quarentena autoimposta por 14 dias e reportar sua localização e condições de saúde uma vez ao dia durante o período da quarentena.

Na terça-feira, funcionários da central de quarentena do aeroporto começaram a pedir que todos aqueles desembarcando mostrassem seus smartphones para confirmar que tinham instalados os aplicativos sendo utilizados para reportar sua localização e realizar chamadas de vídeo.

As pessoas que derem entrada no país sem um smartphone são obrigadas a alugar um aparelho a seu próprio custo. Um balcão oferecendo o serviço foi instalado para o procedimento.

Uma japonesa chegando de Cuba disse se sentir desconfortável com a situação de ter sua localização rastreada e ter de realizar chamadas de vídeo. No entanto, disse que a medida é necessária para que todos se sintam seguros.