Startup japonesa lança satélite para testar tecnologias visando remover lixo espacial

Uma startup japonesa afirmou ter lançado um satélite para testar tecnologias visando remover lixo espacial.

Funcionários da Astroscale, em Tóquio, declararam que um foguete russo Soyuz lançado a partir do Cazaquistão, na segunda-feira, colocou o satélite de demonstração em órbita e que o objeto funciona normalmente.

Segundo os funcionários, seu satélite de limpeza emprega um dispositivo magnético para capturar lixo. Em seguida, tanto o lixo espacial como o satélite queimam ao reentrarem na atmosfera.

A missão vai liberar lixo de mentira para, então, capturá-lo. Também vai testar tecnologias para localizar lixo.

A Astroscale diz que é a primeira empresa privada a lançar um satélite para demonstrar tecnologia visando remover lixo espacial. Ela planeja disponibilizar a tecnologia para uso comercial.

O lixo espacial é um problema cada vez maior, já que satélites e peças de foguetes descartados permanecem em órbita, aumentando a ameaça de colisão.

Acredita-se que mais de 20 mil peças desse tipo de lixo orbitem a Terra. Trata-se de um problema crescente que representa um perigo para o futuro dos voos espaciais.