AstraZeneca diz que sua vacina apresentou 79% de eficácia contra Covid-19 em testes clínicos

A empresa farmacêutica britânica AstraZeneca disse que sua vacina apresentou 79% de eficácia contra a Covid-19 sintomática na fase final dos exames clínicos realizados nos Estados Unidos, Chile e Peru.

Na segunda-feira, a companhia divulgou os resultados preliminares da vacina, desenvolvida com a Universidade de Oxford.

Ela afirmou que dos 32.449 participantes dos testes, foram confirmados sintomas da Covid-19 em 141 casos.

A AstraZeneca descobriu que a vacina era 79% eficaz na prevenção da Covid-19 sintomática ao comparar participantes que receberam a dose com aqueles que receberam placebo.

Segundo a companhia, cerca de 20% dos participantes tinham 65 anos ou mais de idade, e que a eficácia da vacina nessa faixa etária foi de 80%.

Um grupo independente que supervisiona testes clínicos revisou esses dados preliminares com enfoque em coágulos no sangue.

A inoculação com a vacina desenvolvida pela AstraZeneca e a Universidade de Oxford foi temporariamente suspensa em vários países, principalmente da Europa, após relatos de que pessoas tinham desenvolvido coágulos no sangue após serem vacinadas.

Contudo, o grupo não constatou aumento no risco de coágulos no sangue nos participantes que tomaram no mínimo uma dose da vacina.

A AstraZeneca fará, em breve, um requerimento para obter autorização para uso emergencial à Administração de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos.