Províncias japonesas querem continuação de medidas rígidas contra coronavírus

Governadores de províncias no Japão querem que medidas estritas de prevenção do novo coronavírus sejam mantidas mesmo após o término do estado de emergência em Tóquio e arredores no domingo.

Líderes de 30 das 47 províncias japonesas participaram de uma reunião online no sábado.

Ono Motohiro, governador de Saitama, ao norte da capital japonesa, mencionou o fato de o número de casos diários ter parado de cair em sua província. “Há até mesmo sinais de um novo crescimento. Precisamos relaxar as medidas preventivas de maneira gradual, em etapas, mesmo após a suspensão do estado de emergência”, defendeu.

Os governadores reuniram propostas a serem submetidas ao governo central para prevenir uma nova onda. Elas incluem um pedido de apoio financeiro para realizar testes de coronavírus do tipo PCR de maneira ampla e para o rastreamento das rotas de infecção.

Também pedem que a vacinação de trabalhadores de saúde seja completada o quanto antes e o início da imunização de idosos.