Partido oposicionista do Japão questiona se decisão de encerrar o estado de emergência é apropriada

Uma legisladora japonesa questionou se o governo tomou a decisão correta de encerrar, no domingo, o estado de emergência na área de Tóquio.

A vice-líder executiva do Partido Democrático Constitucional do Japão, Renho, fez esta declaração no comitê orçamentário da Câmara Alta na sexta-feira.

Ela disse que embora algumas pessoas estejam satisfeitas com o fato do estado de emergência não estar mais em vigor a partir de segunda-feira conforme programado, muitas outras estão manifestando preocupação, insegurança e desconfiança. Ela questionou se a decisão do governo era apropriada.

O premiê Suga Yoshihide afirmou que a decisão foi tomada após uma avaliação abrangente da situação envolvendo o coronavírus.

Contudo, ele acrescentou que a população deve continuar tomando medidas de precaução contra o vírus. O premiê citou que alguns indicadores continuam sem alteração ou até mesmo apresentando aumento. Ele disse que deve ser evitado a todo custo um ressurgimento dos casos de infecção pelo vírus.