Governo japonês condena fortemente violência em Mianmar

Kato Katsunobu, secretário-chefe do gabinete do governo japonês, criticou fortemente a violência por parte das forças de segurança de Mianmar aos cidadãos que estão protestando contra o recente golpe militar.

O porta-voz principal do governo japonês disse em uma entrevista à imprensa, na segunda-feira, que o Japão condena veementemente as autoridades por disparar tiros contra os manifestantes, causando diversas vítimas civis. Ele disse que gostaria de expressar suas condolências às famílias que perderam seus entes queridos e estender sua sincera solidariedade àqueles que se feriram.

Kato disse que o uso de armas contra manifestações pacíficas não é permitido. Ele acrescentou que o governo japonês exorta fortemente as autoridades de segurança de Mianmar a interromper imediatamente atos de violência contra civis e libertar autoridades detidas, incluindo Aung San Suu Kyi. Também disse que governo pedirá aos militares de Mianmar a restaurarem um sistema político democrático o mais rápido possível.