Manifestantes iniciam greve nacional em Mianmar

As tensões estão se escalando em Mianmar conforme cidadãos se juntam a uma greve a nível nacional para protestar contra a tomada de poder pelos militares no país.

De acordo com informes de até 9h30 da manhã, horário local, a expectativa era de que milhões de pessoas participassem da greve geral desta segunda-feira, possivelmente a de maior proporção desde que as mortes de alguns manifestantes foram confirmadas.

De acordo com a mídia local, trabalhadores de uma ampla gama de setores, incluindo varejo, restaurantes e entregas, suspenderam suas atividades.

Filmagens mostravam que os protestos já haviam começado em Yangon, a maior cidade do país. Pessoas segurando cartazes pedindo pela libertação de Aung San Suu Kyi, a ex-conselheira de Estado que continua detida, se acumulavam nas principais vias da cidade.

Alguns funcionários do governo também se recusaram a trabalhar para protestar contra o golpe militar de 1º de fevereiro.